Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NOTICIAS
 

Mercado de caminhões recua 8,7% em maio devido as paralisações



08 de Junho de 2018 - 14:58 horas / O Carreteiro

O mercado de caminhão registrou queda no licenciamento de maio. Foram comercializadas 5,6 mil unidades, 8,7% a menos do que as 6,2 mil de abril. Porém quando comparado a maio de 2017 (4,1 mil unidades) houve crescimento de 37,1%. O mesmo resultado satisfatório é observado no acumulado de 2018 onde o licenciamento soma 26,3 mil unidades, elevação de 52,7% frente as 17,2 mil do ano passado.
As exportações em maio ficaram em 1,8 mil unidades – diminuição de 34,8% sobre as 2,7 mil de abril e de 29,6% em relação as 2,5 mil de maio do ano passado. No acumulado do ano 11,8 mil caminhões foram enviados para fora do país, resultando em crescimento de 9,2% ante as 10,8 mil de 2017.

 

Os fabricantes de caminhões produziram no quinto mês do ano 7,4 mil unidades, retração de 18,4% se comparado com as 9,1 mil de abril. Quando analisado contra as 7,6 mil de maio de 2017, a baixa é de 2%. No acumulado deste ano, quando 41,0 mil caminhões deixaram as linhas de montagem, o resultado é maior em 40,1% – no ano passado o balanço apontou para a fabricação de 29,2 mil unidades neste período.

 

Para o presidente da Anfavea, Antonio Megale, as paralisações do fim do mês impactaram o resultado de maio. “A greve dos caminhoneiros dificultou o abastecimento de peças para a produção e de transporte de veículos para as concessionárias. Além disso, trabalhadores e consumidores tiveram dificuldade com abastecimento de combustível, interferindo nos deslocamentos até a rede. Não fosse este cenário, certamente teríamos registrado maior crescimento em maio”.



SETCESP • Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região

Rua Orlando Monteiro, nº 1 • CEP: 02121 021 • Vila Maria • São Paulo • SP
(11) 2632 - 1000 •
setcesp@setcesp.org.br