Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO ECONOMICO



Custo de obras paralisadas é de 0,65% do PIB potencial, diz CBIC
23 de Agosto de 2018 - 14:51 horas / Estadão

O custo de obras paralisadas no Brasil chega a 0,65% do Produto Interno Bruto (PIB) potencial, ou R$ 42,4 bilhões, segundo cálculo feito pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Isso significa que, se as obras fossem concluídas, a capacidade de crescimento do país se elevaria. No ano passado, esse custo foi de R$ 115,1 bilhões, ou 1,8% do PIB, disse o presidente da CBIC, José Carlos Martins, que participa de painel no Congresso Aço Brasil.

 

Segundo ele, para manter o PIB existente o país precisa investir em torno de 3% e para permitir um crescimento de 4% do PIB o investimento deveria ser na casa de 5%. Ano passado, destacou, foi de 1,4% do PIB. Martins disse ainda que o Brasil precisa de segurança jurídica, o que é "básico para o país poder voltar a ser um país decente", disse.

 

O Brasil, segundo ele, precisa criar ambiente para que o capital privado invista. Outras necessidades para a melhora da economia, destacou, são crédito, planejamento e estímulo ao capital privado. Martins disse ainda que o setor tem conversado com os presidenciáveis e pedido reformas. "Precisamos de um governante que faça reformas para que este país possa voltar a andar. Quem assumir precisa entender isso", disse.




NOVIDADES

NEWSLETTER

Receba nossas novidades!
   

ARQUIVOS












Maiores informações ou o esclarecimento de dúvidas poderão ser efetuadas através da

nossa página de contato ou pelo telefone
(11) 2632-1023

SETCESP • Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região

Rua Orlando Monteiro, nº 1 • CEP: 02121 021 • Vila Maria • São Paulo • SP
(11) 2632 - 1000 •
setcesp@setcesp.org.br