Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO ECONOMICO


Montadoras têm melhor janeiro em vendas da história
04 de Fevereiro de 2014 - 11:22 horas / Valor Econômico

Números preliminares de emplacamentos indicam que as montadoras começaram o ano com o melhor janeiro da história nas vendas

de veículos. Até quarta-feira, os licenciamentos - entre carros, caminhões e ônibus - já estavam perto das 285 mil unidades,

com um crescimento de 1,9% em relação ao desempenho de um ano atrás.

Somando-se os volumes de ontem e de hoje, a tendência é que o mercado feche com alta superior a 1% sobre os 311,5 mil

veículos vendidos em janeiro de 2013, que, por enquanto, representa o melhor início de ano para o setor.

A performance está sendo comemorada pela indústria porque janeiro é, tradicionalmente, um mês fraco, quando os consumidores,

em geral, já gastaram boa parte do décimo terceiro salário e ainda têm a renda comprometida por despesas tradicionais de

início de ano, como gastos com material escolar e pagamento de impostos.

Mas, para analistas, e mesmo alguns executivos de montadoras, o resultado não indica tendência porque foi puxado por uma

situação passageira: a corrida dos consumidores às lojas em busca dos últimos carros em estoque com alíquota menor do Imposto

sobre Produtos Industrializados (IPI).

A expectativa da maioria deles é que o consumo perca fôlego quando o mercado tiver à disposição apenas os automóveis com

preço reajustado pela recomposição do tributo, ou pela instalação obrigatória, também a partir deste mês, de novos

equipamentos de segurança - airbags e freios ABS.

O próprio desempenho de janeiro já indicou redução no ritmo de vendas à medida que os estoques de veículos com o IPI antigo

foram se esgotando. Após fechar a primeira quinzena um pouco acima de 15 mil unidades, a média diária dos emplacamentos caiu

para 12 mil carros nos dias seguintes, contrariando o habitual aumento dos licenciamentos nas últimas semanas do mês. "Nos

últimos dias, o mercado desacelerou bastante e os números ficaram mais próximos dos volumes típicos de janeiro", afirma

Rodrigo Nishida, analista da LCA.

Ainda assim, as vendas de carros e utilitários leves - tirando, portanto, os caminhões e ônibus da conta - caminham para

fechar janeiro acima de 300 mil unidades. As previsões dos analistas vão de um crescimento de 1% a 3% em relação ao já bom

desempenho de janeiro de 2013, quando foram registrados 297,2 mil emplacamentos. Até a última quarta-feira, as vendas deste

mês já superavam 273 mil carros.

"O que definiu o mês foi a busca por produtos com IPI mais baixo", comenta Rogelio Golfarb, vice-presidente de assuntos

corporativos da Ford, acrescentando que as montadoras também foram agressivas nos descontos para desovar estoques.

Segundo balanço preliminar da consultoria Oikonomia, a Fiat se mantém na liderança neste início de ano, com participação de

mercado de 21%. Na sequência, aparece a Volkswagen (18,6%), seguida de perto pela General Motors (GM), que tem, até agora,

18,1% das vendas totais. A fatia da Ford, quarta colocada, está em 9,9%. O balanço consolidado das vendas totais e

participações das marcas deve ser divulgado na segunda-feira pela Fenabrave, a entidade das concessionárias de veículos.




NOVIDADES

NEWSLETTER

Receba nossas novidades!
   

ARQUIVOS












Maiores informações ou o esclarecimento de dúvidas poderão ser efetuadas através da

nossa página de contato ou pelo telefone
(11) 2632-1023

SETCESP • Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região

Rua Orlando Monteiro, nº 1 • CEP: 02121 021 • Vila Maria • São Paulo • SP
(11) 2632 - 1000 •
setcesp@setcesp.org.br