Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO ECONOMICO


Preço da gasolina supera R$ 3 em postos de Fernandópolis
14 de Abril de 2014 - 12:06 horas / Região Noroeste

É só dar uma volta pelas ruas e avenidas de Fernandópolis para constatar na maioria das placas dos postos de combustíveis o preço do litro da gasolina: acima de R$ 3,00. O valor tem gerado preocupação aos consumidores e, segundo economista, deve sofrer reajuste nos próximos dias.

 

Em Fernandópolis, onde o litro do referido combustível varia de R$ 2,99 a R$ 3,09, os motoristas que querem fazer economia estão tendo que pesquisar mais. O álcool continua como uma opção que não compensa. "É uma situação complicada, o preço tem ficado pesado", disse um motorista à reportagem do JI.

 


A gerente de um posto da cidade destaca que a tabela de preços será corrigida nas próximas semanas. "Com certeza o novo preço vai ser `quebrado`, tanto para gasolina, etanol, quanto diesel", afirmou.

 


MOTIVO DO AUMENTO

 


De acordo com o economista Marcos Magalhães, o que causou o aumento no preço da gasolina foi a alta no preço do etanol. "O preço do etanol aumentou 6,3% no mês passado e nós sabemos que a gasolina é composta de 25% de etanol", explicou.

 


Além da alteração nos preços, outra mudança que pode ser percebida é a do comportamento dos motoristas, que estão deixando de completar o tanque quando vão abastecer - abastecendo apenas o suficiente.

 


“Estou colocando a gasolina pingado, sempre R$ 50, para ver se encontro mais barato, mas onde eu chego, não encontro mais os preços por volta dos R$ 2,89, como eram antes”, explicou o representante comercial Lucas Silva, 28 anos, que utiliza o automóvel todos os dias para trabalhar.

 


Ainda de acordo com Marcos, essa mudança de comportamento dos motoristas não deve ter reflexo no faturamento dos postos. Isso porque mesmo abastecendo menos, existem mais carros circulando.

 


PREPARE O BOLSO

 


"Em 2014, o consumo da gasolina aumentou em torno de 10,4% porque o povo brasileiro não perdeu seu poder aquisitivo. Há tendência de alta na gasolina até o começo de maio", finalizou Marcos.




NOVIDADES

NEWSLETTER

Receba nossas novidades!
   

ARQUIVOS












Maiores informações ou o esclarecimento de dúvidas poderão ser efetuadas através da

nossa página de contato ou pelo telefone
(11) 2632-1023

SETCESP • Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região

Rua Orlando Monteiro, nº 1 • CEP: 02121 021 • Vila Maria • São Paulo • SP
(11) 2632 - 1000 •
setcesp@setcesp.org.br