Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO ECONOMICO


Região proíbe caminhão em 40 km de corredores
08 de Novembro de 2011 - 10:00 horas / Diário do Grande ABC

A circulação de caminhões pelas principais vias da região será proibida a partir do próximo mês. Com o objetivo de melhorar a fluidez no sistema viário, a medida faz parte de conjunto de propostas apresentadas pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e aprovadas pelas sete prefeituras em assembleia realizada na manhã de ontem. Ao todo, as proibições atingirão quase 40 quilômetros de corredores, divididos em 20 avenidas. As restrições serão aplicadas nos horários de pico em três eixos prioritários definidos pelo Consórcio. O primeiro representa a ligação entre Ribeirão Pires e São Caetano e engloba as avenidas Humberto de Campos, Capitão João, Perimetral, Dom Pedro II e Goiás, entre outras. O segundo eixo, que liga Santo André a Diadema, contempla as avenidas Fábio Eduardo Ramos Esquível. Piraporinha, Lucas Nogueira Garcez e Pereira Barreto. O último corredor liga São Bernardo a São Caetano e é composto pelas avenidas Lauro Gomes, Dr. Rudge Ramos, Taboão e Guido Aliberti, além da Estrada das Lágrimas. Pela manhã, veículos de carga serão proibidos nos trechos citados entre 6h30 e 9h. No fim do dia, a restrição valerá das 16h às 20h. Mesmo com a nova regra entrando em vigor em dezembro, os motoristas infratores só começarão a ser autuados a partir de fevereiro. Nesse período, serão feitas campanhas de divulgação e orientação aos caminhoneiros. Atualmente, Diadema proíbe a circulação de caminhões no Centro e no bairro Eldorado. “Os trechos escolhidos são os que consideramos mais importantes e percorrem os diversos municípios“, explica o presidente do Consórcio, Mário Reali (PT), que é prefeito de Diadema. As avenidas dos Estados e Lions foram excluídas por estarem passando por intervenções pesadas. Além dessa medida, o Consórcio deverá iniciar no dia 21 o monitoramento integrado nos três eixos selecionados. “Será operação integrada, com o objetivo de termos resposta mais rápida em casos de acidente ou bloqueio em alguma avenida“, explica Reali. A operação será feita pelos departamentos de Trânsito das prefeituras, que se comunicarão via rádio. O presidente informa que pretende solicitar aos municípios a revisão nos tempos de semáforos nas proximidades das divisas. PLANO No dia 16 de dezembro, o Consórcio deve assinar convênio para elaboração do Plano Regional de Mobilidade, em parceria com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico. Orçado em R$ 1 milhão, o plano visa traçar modificações estratégicas no sistema viário da região, além de sugerir mudanças no itinerário de linhas de ônibus municipais e intermunicipais. Estacionamentos também serão vetados A extinção das vagas de estacionamento nos três principais eixos viários da região também faz parte do conjunto de propostas do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC para diminuir os congestionamentos. A proibição será aplicada durante todo o dia e começará a ser fiscalizada em fevereiro. Entre as 20 avenidas que compõem os corredores, são poucas as que ainda oferecem vagas nas laterais das vias. Entre elas estão trechos da Capitão João, em Mauá, Goiás, em São Caetano, e Fábio Eduardo Ramos Esquível, em Diadema. O Consórcio não tem a relação de quantas vagas terão de ser suprimidas ao todo. “Quando se segrega uma via para o estacionamento a gente prioriza o transporte individual e dificulta o restante”, comenta a coordenadora do Grupo de Trabalho de Mobilidade do Consórcio, Andrea Brisida. A especialista garante que não será implementado sistema de Zona Azul em substituição às vagas retiradas. Outra medida anunciada pela entidade é a de liberar o corredor ABD – utilizado pelos trólebus – para a circulação de veículos convencionais em caso de emergências. O presidente do Consórcio, Mário Reali (PT), pretende enviar em breve ofício para a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – que gerencia a pista exclusiva – para falar sobre a proposta e discutir a viabilidade. O petista também pretende negociar com a concessionária Ecovias a execução de operações para melhorar o tráfego nas alças do Km 14, Km 16 e Km 18 da Rodovia Anchieta. Os trevos funcionam como acesso para os bairros Rudge Ramos, Paulicéia e Planalto, respectivamente.


NOVIDADES

NEWSLETTER

Receba nossas novidades!
   

ARQUIVOS












Maiores informações ou o esclarecimento de dúvidas poderão ser efetuadas através da

nossa página de contato ou pelo telefone
(11) 2632-1023

SETCESP • Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região

Rua Orlando Monteiro, nº 1 • CEP: 02121 021 • Vila Maria • São Paulo • SP
(11) 2632 - 1000 •
setcesp@setcesp.org.br