Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO JURIDICO
 


Obras na Jacu-Pêssego devem ser retomadas em 15 de março
24 de Fevereiro de 2011 - 10:00 horas / G1

As obras para construção de pistas marginais no novo trecho da Avenida Jacu-Pêssego, na Zona Leste de São Paulo, inaugurado no ano passado, devem ser iniciadas no dia 15 de março, segundo informou o governador Geraldo Alckmin nesta segunda-feira (21). De acordo com o governador, a obra foi redefinida e o custo, previsto em R$ 58 milhões, foi reduzido para R$ 47 milhões. O novo trecho foi inaugurado em outubro do ano passado, ainda sem iluminação e com passarelas provisórias. A via é considerada importante para ligar o Trecho Sul do Rodoanel às rodovias Dutra, Fernão Dias e Ayrton Senna enquanto o Trecho Leste não fica pronto. Ainda é necessária a construção de acessos e alças. “Hoje estamos tendo a conversa com o consórcio para rediscutir também valores para a gente retomar o trevo de Mauá. Se a gente conseguir acertar os valores vai ser retomado imediatamente”, disse o governador. Também está prevista para março a assinatura do contrato com a concessionária SPMar, vencedora da licitação para implantar pedágios no Trecho Sul do Rodoanel e para construir o Trecho Leste. A partir da assinatura, será dada a ordem de serviço e as obras serão iniciadas. Em relação ao Trecho Norte, a definição sobre como será feita a obra deve sair nos próximos dias. “Dentro de 10 dias vai ser apresentado o estudo, são duas opções, uma PPP [Parceria Público Privada] para a asa norte, ou o próprio governo construindo”, afirmou o governador. Linha 5 do Metrô Paralisada desde o ano passado devido a suspeita de fraude, a licitação da Linha 5 do Metrô de São Paulo também deve ter sua situação definida nas próximas semanas. “Nós temos um problema jurídico na licitação da linha 5, esta na fase de direito de defesa das licitantes. Temos que esperar, esperamos em março estar resolvida essa questão da Linha 5”, disse Alckmin. “Ou se dá continuidade ao contrato ou anula e faz nova licitação.” Segundo o secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, no caso de anulação o mais provável é que seja feita uma nova licitação tradicional, e não uma PPP, como vinha sendo cogitado pelo governo. “A tendência é de fazer uma nova licitação. Porque uma nova licitação pode levar de 10 a 12 meses, e uma PPP leva de 15 a 18 meses. E isso sem considerar os entraves, os recursos administrativos”, explicou o secretário. Detran O governador de São Paulo também espera que até a próxima semana seja definida a situação do Detran, cuja administração será retirada da Secretaria da Segurança Pública. “Provavelmente deve ir para a secretaria de Gestão, sai da Segurança Pública. Vamos ter quase mil policiais que vão ser liberados para sua atividade policial, e vamos ver o modelo, se vai ser uma autarquia. Mas pretendemos avançar em termos de governo eletrônico”, disse o governador. Os anúncios foram feitos durante a entrega de 26 novos ônibus para o corredor metropolitano do ABD.


NOVIDADES

NEWSLETTER

Receba nossas novidades!
   

INFORMAÇÕES
















Maiores informações ou o esclarecimento de dúvidas poderão ser efetuadas através da

nossa página de contato ou pelo telefone
(11) 2632-1037
(11) 2632-1038
(11) 2632-1042

SETCESP • Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região

Rua Orlando Monteiro, nº 1 • CEP: 02121 021 • Vila Maria • São Paulo • SP
(11) 2632 - 1000 •
setcesp@setcesp.org.br