Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 


Dersa assina termo de acordo para restauração florestal em São Sebastião
06 de Julho de 2018 - 11:48 horas / Dersa

Um termo de compromisso firmado entre a DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A e a Prefeitura de São Sebastião formalizou na última quinta-feira (5) a indicação de áreas no município para a execução de parte do plantio compensatório das 821 mil mudas vinculadas à Nova Tamoios Contornos, empreendimento do Governo do Estado voltado ao desenvolvimento da economia e do turismo do Litoral Norte.

 

A DERSA trabalha desde 2015 na prospecção e seleção de áreas aptas para o plantio de mudas. Após o levantamento de áreas viáveis à execução de ações que pudessem originar ou enriquecer florestas, as atividades começaram em outubro de 2017. Desde então, foram iniciados os trabalhos de elaboração de projeto e aquisição, fornecimento e execução do plantio de mudas de essências florestais nativas do Bioma Mata Atlântica, respeitando a ocorrência regional. Dentre a diversidade de mais de 100 espécies florestais nativas plantadas estão as Embaúba, Mutambo, Angicos, Paineira, Jerivá, bem como espécies ameaçadas de extinção, como Óleo-de-copaíba, Grumixama e Cabreúva.

 

As técnicas utilizadas para a restauração florestal envolvem o plantio adensado em duas etapas, o plantio de enriquecimento, a condução de regenerantes em remanescentes florestais e o manejo de espécies consideradas problemas ou exóticas. A previsão é que os plantios sejam finalizados neste mês de julho. Após esta etapa, e por um período de 24 meses, as florestas serão monitoradas e passarão por manutenções bimestrais, com replantios, combate às espécies competidoras, adubação e irrigação, quando necessário.

 

Até o momento, foram plantados 304 hectares, que equivalem a 595 mil mudas, nos municípios de São Sebastião, Caraguatatuba e São Luiz do Paraitinga.

 

Sobre a Nova Tamoios Contornos. O empreendimento criará uma nova alternativa para o acesso a Caraguatatuba e São Sebastião. O tráfego rodoviário, especialmente o de caminhões e as viagens de longa distância, será desviado da área urbana para a nova via perimetral. A rodovia reduzirá acidentes e aumentará a segurança para usuários, pedestres e ciclistas, além de proporcionar acesso mais rápido às duas cidades e ao Porto de São Sebastião. O escoamento da produção também ganhará em agilidade por meio da otimização da infraestrutura viária existente. O investimento do Governo do Estado de São Paulo é de R$ 3,2 bilhões.




NOVIDADES