Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 


Internet das coisas é utilizada por 48% das empresas no mundo
06 de Outubro de 2017 - 03:39 horas / Canal Tech

Um levantamento da consultoria de risco Marsh, realizado junto a 700 executivos de 60 países, incluindo o Brasil, no primeiro semestre deste ano, revela as tecnologias mais presentes no mundo corporativo. A Internet das Coisas — conexão de aparelhos eletrodomésticos, eletroportáteis, máquinas industriais, meios de transporte conectados à Internet — é a segunda tecnologia mais usada com presença em 48% das empresas, ficando atrás apenas da Telemática (52%) — conjunto de serviços informáticos fornecidos através de uma rede de telecomunicações.

 

A Internet das coisas é um dos conceitos tecnológicos que mais produzem ações que impactam na vida cotidiana. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estima que inciativas que envolvem esse tipo de tecnologia vão movimentar cerca de US$ 132 bilhões na economia brasileira até 2025. Saúde, cidades, indústria e rural são as áreas que mais vão receber investimentos.

 

Outras tecnologias

 

O levantamento da Marsh também destacou outros conceitos tecnológicos utilizados pelas empresas no mundo. A Fintech, novas tecnologias financeiras, tem 41% de participação e a Inteligência Artificial 28%. Confira abaixo a lista das 13 tecnologias mais usadas no mundo corporativo:

 

52% - Telemática (conjunto de tecnologias da informação e da comunicação resultante da junção entre os recursos das telecomunicações e da informática, para processamento, compressão, armazenamento e comunicação de grandes quantidades de dados).
48% - Internet das coisas (conexão de aparelhos eletrodomésticos, eletroportáteis, máquinas industriais, meios de transporte conectados à Internet.
48% - Sensores (para rastrear, analisar e prever)
44% - Edifícios inteligentes
41% - Novas tecnologias financeiras (Fintech)
34% - Drones
31% - Impressão 3D
29% - Economia compartilhada
28% - Robótica
28% - Inteligência artificial
25% - Tecnologias “usáveis”
13% - Veículos autônomos
8% - Blockchain (sistema de registros que garante a segurança das operações realizadas por criptomoedas – as Bitcoins).

 

A pesquisa “Excelência na Gestão de Riscos” foi realizada pela Marsh, em parceria com a RIMS (Risk & Insurance Management Society), entidade internacional especializada em estudos sobre gestão de risco. Participaram do estudo 700 executivos da diretoria executiva e gestores de riscos de organizações de 60 países.




NOVIDADES