Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 


Melhora na logística e novos acordos comerciais são prioridades para o agronegócio em 2018
04 de Janeiro de 2018 - 02:27 horas / Agência do Rádio

Se no ano de 2017 o agronegócio foi o protagonista da recuperação econômica do Brasil, com grande participação no PIB, geração de empregos e bons resultados na exportação, em 2018 o objetivo é intensificar esses ganhos.

 

Com foco nas melhoras em setores como logística e infraestrutura, imagem e manutenção da credibilidade do produto brasileiro além de novos acordos comerciais com outros países estão na pauta da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para 2018.

 

Alguns episódios atingiram a credibilidade de importantes pilares da agropecuária do Brasil em 2017. Foi o caso da “Operação Carne Fraca”, que colocou em cheque a qualidade da carne produzida no Brasil. A delação dos irmãos Batista, donos da JBS, para a Operação Lava Jato fizeram o preço da commoditie despencar. Por isso, a CNA pretende fazer ações que fortaleçam a imagem do país em mais de 20 países.

 

A estratégia está diretamente ligada ao interesse da CNA em expandir a rede de países que consomem os produtos brasileiros, por meio de novos acordos comerciais. Depois de bons números na exportação em 2017, como a quebra de recordes de exportação em novembro, a CNA pretende trabalhar em novas alianças comerciais.

 

Outro fator importante que a CNA pretende trabalhar em 2018 é a melhora na logística para os produtores. A confederação espera que sejam investidos cerca de R$ 2 bilhões, vindos de da iniciativa privada, em 15 concessões portuárias. A CNA ainda espera a concessão de duas rodovias, a BR-153 e 364, principais rotas de escoamento da produção de grãos de Rondônia, Mato Grosso e Tocantins.




NOVIDADES