Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 


Motoristas esperam há cerca de 30 anos pelo asfaltamento da RSC-473
31 de Março de 2017 - 03:08 horas / G1 – Rio Grande do Sul

Moradores e motoristas que trafegam pela Região da Campanha do Rio Grande do Sul esperam há pelo menos 30 anos a pavimentação da RSC-473. Pela via, circulam ônibus, carros e caminhões que escoam a produção da região, como mostra a reportagem exibida na quinta-feira (30) no RBS Notícias.

 

A estrada é o caminho mais curto entre as cidades de Bagé e Lavras do Sul. São 80 quilômetros de estrada de terra enquanto pela BR-153, que é asfaltada, o percurso é de 200 quilômetros.

 

Dênis Cruz é caminhoneiro e transporta sementes. Ele conta que já teve muitos prejuízos ao passar pela rodovia. “É quebra de mola, é pneu rasgado, mas temos que lutar, né”, relata.

 

Nesta semana, começou o serviço de patrolamento em um dos trechos mais usados pelos motoristas. É uma tentativa de melhorar as condições da estrada que, em dias de chuva, fica intransitável.

 

O produtor rural Leonardo Remédio trocou um pneu momentos antes de conversar com a equipe da RBS TV. “Já cansei de trocar pneu. Toda vez que venho para cá…”, diz.

 

As obras na RSC-473 começaram em agosto de 2012 com previsão de término para agosto de 2014 com valor de R$ 20 milhões para trabalhos de terraplanagem, drenagem e de pavimentação. Até agora, cinco quilômetros receberam terraplanagem.

 

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER) diz que não tem prazo para asfaltar a rodovia por falta de recursos. Tem motorista já sem esperança de que a obra seja entregue.

 

“A estrada não está boa e nem chegamos no início do inverno. Estamos no outono e já está assim. Imagina depois como vai ficar”, reclama a funcionária pública Nadia Beatriz.




NOVIDADES