Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 


Otimize sua frota: quais erros que você deve evitar
14 de Março de 2018 - 14:11 horas / Valmir Colodrão

Não importa se sua transportadora é grande ou pequena, se o objetivo é atender carga ou passageiros, a manutenção e gestão da frota é essencial para garantir a qualidade no atendimento dos usuários e evitar multas de órgãos fiscalizadores. Existem erros que podem comprometer – e muito! – a otimização dessas atividades, que vão desde atenção a componentes do veículo até um monitoramento preciso de gastos.

 

No topo da lista, o gasto com os pneus dispara como um dos itens mais caros quando falamos de manutenção da frota. Além do custo, os pneus impactam diretamente na segurança da operação, sem contar que a calibragem incorreta pode influenciar em um aumento de até 20% no consumo de combustível. Outros fatores podem afetar esse gasto como a falta de conserto adequado, idade do automóvel e o comportamento do motorista. É importante saber qual o custo médio de cada modelo para determinar qual ação imediata o gestor irá tomar. Uma saída é agrupar os carros por marca, ano de fabricação e os problemas comuns que cada um apresenta. Dessa forma, é possível tomar decisões assertivas, como a realização de manutenções preventivas ou até a venda.

 

As rotas também precisam ser consideradas, pois quando não se sabe qual o caminho percorrido por sua frota podem existir problemas na previsão e acompanhamento da quilometragem, no consumo de combustível, desgaste de peças e pneus, ou seja, informações cruciais para a preservação dos carros. Já existem tecnologias no mercado que realizam o rastreio e monitoramento de cada componente da frota, complementando a gestão com ainda mais informações.

 

Menos erros, menos gastos e maior controle

Não ter um controle adequado dos gastos pode resultar em surpresas na hora do fechamento. Esse tipo de situação acontece quando há falta de controle dos custos da manutenção da frota. Para ter eficiência nesse gerenciamento, é preciso estar com informações corretas em mãos de tudo o que acontece com os veículos, podendo prever o momento de ajustes e trocas de peças e estruturando um planejamento que diminua surpresas orçamentárias.

 

Com o histórico da frota em mãos é possível verificar os consertos feitos, os custos que cada automóvel gerou para a empresa e outros indicadores essenciais para avaliar se o acompanhamento é eficiente, evitando aborrecimentos futuros.

 

São diversos pontos de atenção que devem ser levados em conta para otimizar a gestão e conservação da frota. Muitas vezes, na correria das atividades rotineiras você pode deixar passar detalhes importantes que afetam seus resultados. Um grande aliado dos gestores de transportadoras são as diferentes tecnologias e ferramentas digitais que automatizam funções e consolidam relatórios, auxiliando os executivos a visualizarem o que devem priorizar em seus planejamentos.

 

*Valmir Colodrão é diretor e sócio-fundador da BgmRodotec, empresa do segmento de software de gestão para empresas de transporte. www.bgmrodotec.com.br




NOVIDADES