Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 



Polícia prende 20 suspeitos em operação contra roubo de cargas no Rio de Janeiro
03 de Outubro de 2018 - 13:19 horas / Pé na Estrada

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) fazem operação, na última quarta-feira (26), para cumprir 37 mandados de prisão de traficantes envolvidos no roubo de cargas no Rio de Janeiro. Segundo a DRFC, 20 suspeitos já foram presos, acusados de latrocínio — roubo seguido de morte — e venda ilegal de armas.

 

O Ministério Público estadual, por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal também realiza a operação para cumprir 37 mandados de prisão preventiva contra uma quadrilha de traficantes especializada em roubos de cargas. Em Senador Camará e Na Vila Aliança, ambas na Zona Oeste do Rio de Janeiro, houve registros de tiros no início da operação.

 

Segundo a denúncia, os criminosos praticam roubos de cargas de veículos de transporte para consolidar o poder e financiar o tráfico de drogas. Para executar os crimes, utilizam armamento de guerra como fuzis, pistolas e granadas. Eles se beneficiam do controle territorial de comunidades carentes para fazer o transbordo das mercadorias e a revenda das cargas.

 

Ainda de acordo com a denúncia, o grupo recebe apoio bélico e financeiro de facções criminosas do Rio e de São Paulo.

 

Para ter sucesso nos roubos, fazem uso de uniformes policiais, bloqueadores de GPS e contam com “batedores” para prevenir abordagem policial. Também atuam em parceira com motoristas de empresas de transporte de cargas, que fornecem informações privilegiadas sobre os deslocamentos.

 

Locais

O grupo consolidou-se na localidade conhecida como Cidade Alta, no bairro de Cordovil, mas atua em associação com traficantes de diversas outras áreas, entre elas a comunidade do Muquiço, em Marechal Hermes; a Vila Aliança, em Bangu; a comunidade da Quitanda, no Complexo da Pedreira; no Complexo da Maré e até com ramificações em São Gonçalo e na Região dos Lagos.

 

Entre os 37 denunciados há chefes do tráfico, assaltantes, seguranças privados, motoristas e batedores. A denúncia é resultado de 10 meses de investigação conduzida em parceria pela 6ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal e pela Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC). Os acusados responderão na Justiça pelos crimes de associação para o tráfico e financiamento do tráfico por meio dos roubos de carga.




NOVIDADES