Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 


Policiais que cobravam até R$1,5 mil em blitz falsa são presos
23 de Janeiro de 2019 - 14:52 horas / Pé na Estrada

No último sábado (19), sete policiais militares foram presos em flagrante por realizar blitz falsa em Porto de Galinhas, no município de Ipojuca, no Grande Recife. A investigação aponta que os policiais paravam de 10 a 15 carros por noite nas supostas ações de fiscalização e cobravam entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil para liberar os motoristas, sempre em dinheiro.

 

A denúncia chegou às autoridades no final de 2018 e uma operação foi montada para flagrar o esquema. A Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que eles foram autuados por concussão, que é a extorsão praticada por servidores públicos, contra condutores abordados em blitz.

 

Os militares são do 18º Batalhão, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Em nota, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, apontou que os policiais podem ser excluídos da PM, após procedimento administrativo disciplinar. As investigações seguem em busca de outras vítimas.




NOVIDADES