Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 



Próximo CONET&Intersindical, um dos principais e mais importantes eventos do TRC, tem grande procura
15 de Dezembro de 2017 - 11:15 horas / NTC&Logística

A próxima edição do CONET&Intersindical, que será na cidade de Natal, de 1º a 4 de fevereiro, está com grande procura e a disponibilidade de quarto no Prodigy Hotel (local do evento) está limitada. A procura foi muito grande, visto a importância do evento para o setor de transporte rodoviários de cargas e dos assuntos que serão abordados. SETCERN é o sindicato anfitrião e tem o apoio do SINDICAPI, SETCEMA, SETCARCE e SETCEPE.

 

As expectativas para o evento são grandes, pois é neste contexto que os técnicos da NTC apresentam as pesquisas de mercado e apontam os direcionamentos relacionados ao frete. A última edição aconteceu no Rio de Janeiro, em agosto.

 

Na ocasião, Neuto dos Reis e Lauro Valdivia, do Departamento de Custos Operacionais, Estudos Técnicos e Econômicos da NTC (DECOPE), apresentaram o Índice de Variação do INCT e a Pesquisa de Defasagem do TRC. A pesquisa envolveu 2.290 empresas do TRC em todo o Brasil e apontou o cenário do primeiro semestre de 2017.

 

Entre os números apresentados, foi analisada uma defasagem de 20,89% nos fretes de carga lotação e 7,72% para carga fracionada. De acordo com a pesquisa, 70,5% das empresas entrevistadas tiveram queda no faturamento e 91% diminuíram de tamanho.

 

Já na Intersindical, diversos temas como Reforma Tributária, MDF-e e Roubo de Cargas foram abordados e discutidos pelos empresários, lideranças do setor e convidados. Participaram como convidados o juiz federal do trabalho, Marlos Melek (reforma trabalhista), Daniel Carvalho, coordenador nacional dos projetos CT-e/MDF-e, Thiago Quirino de Aragão (cronograma de tagueamento), superintendente de serviços de transporte rodoviário e multimodal de cargas – SUROC/ANTT, e Luiz Carlos Hauly (reforma tributária), deputado federal/PR.

 

Sobre roubo de cargas falaram o Inspetor José Roberto Gonçalves de Lima Neto, superintendente da 5ª SRPRF/RJ cargas, Hélio Jorge Oliveira Paixão, coordenadoria geral de inteligência da SENASP/MJSP, Cel. George Freitas, superintendente de gestão integrada da SESEG, e os deputados Hugo Leal e Jair Bolsonaro.

 

Dr. Marcos Aurélio Ribeiro, diretor jurídico da NTC, fez uma análise do Relatório Preliminar do Substitutivo do Marco Regulatório do TRC – PL 4.860/2016.

 

O CONET&Intersindical edição Natal é uma realização da NTC&Logística e tem como entidade anfitriã o SETCERN. Conta com o patrocínio da Autotrac, Man Latin America, Mercedes-Benz, TOTVS e Trade Vale TNIX. A organização é da DBA&C Associados.

 

Os pacotes podem ser adquiridos com a DBA&C Associados pelo e-mail eventos@dba-c.com ou pelo telefone 11 4810-4098.

 

CONET&Intersindical – um evento que não acaba quando termina


Conet&Intersindical é um evento diferenciado. Além de reunir, em um mesmo ambiente, os principais empresários do transporte de cargas do país, suas lideranças e profissionais de alto nível, tem uma característica muito especial: não acaba quando termina.

 

Porque se trata de um processo contínuo. Durante os dois dias de reuniões são discutidos entre os participantes, democrática e indistintamente, todos os assuntos da pauta. E também alguns temas que surgem do próprio plenário. Isso sempre significa a tomada de decisões que precisarão ser implementadas pelas empresas, pelos Sindicatos, Federações e até mesmo, eventualmente, por outras entidades e convidados.

 

Segundo o presidente da NTC, José Hélio Fernandes, o CONET&intersindical tem grande importância, mas o pós-evento tem um peso maior ainda. “A parte mais importante desse evento é o depois. É o destino que as entidades e as empresas darão para as decisões e diretrizes traçadas. Todos que estiverem presentes terão a responsabilidade de multiplicar em suas bases o que for discutido e tratado durante o evento, para que possa surtir efeito”.

 

Cabe às organizações sindicais do setor reunir os empresários de suas respectivas regiões e replicar tudo o que foi discutido e decidido, fazendo com que as informações, sejam elas de caráter tarifário, político ou institucional, ganhem a capilaridade necessária para que em função delas todos possam agir.

 

Aos empresários, invariavelmente, cabe, entre outras possíveis tarefas, estudar os números da pesquisa da NTC sobre custos e tarifas e, com base nessa análise, ir imediatamente ao mercado para apresentar os eventuais ajustes que devam ser feitos, evitando-se assim agravar um possível quadro de defasagem.

 

“É preciso ter em mente que cada empresa tem um perfil de custos diferente, portanto, os números divulgados pelo CONET são importantes como indicadores de referência, cabendo a cada empresa produzir os seus próprios cálculos”, afirma José Hélio.




NOVIDADES