Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 


Quintella assina ordem de serviço da duplicação da BR-101 em Alagoas
23 de Fevereiro de 2017 - 04:23 horas / Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, assinou no último dia (22), na sede do ministério, em Brasília (DF), a ordem de serviço para a retomada da obra de duplicação dos lotes 4 e 5 da BR-101 em Alagoas. O ato contou com a presença de membros da bancada federal e do governador do Estado, Renan Filho.

 

Os lotes compreendem trechos entre as cidades de Rio Largo, São Miguel dos Campos e Teotônio Vilela, totalizando 78,1 km de extensão. Com a assinatura da ordem de serviço, a empresa vencedora da licitação já está apta a iniciar os trabalhos, que estavam suspensos desde 2012. Os canteiros de obras serão levantados em até 40 dias.

 

Os lotes 4 e 5 eram os dois últimos que estavam paralisados em todo o Estado e têm um valor global de R$ 419 milhões. No orçamento deste ano estão garantidos R$ 270 milhões para as obras da duplicação em Alagoas.

 

A rodovia é essencial para o escoamento da produção de cidades como São Miguel dos Campos, que conta com usinas de açúcar e álcool e destilarias instaladas no município. Por cortar praticamente todo o litoral, a BR-101 é também uma ferramenta importante para a promoção do turismo como atividade econômica na região Nordeste.

 

“A duplicação é uma meta estratégica do governo e terá prioridade de execução, gerando emprego e renda e se tornando uma das ferramentas da retomada do crescimento da região”, afirmou o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella.

 

BR-101 em Alagoas
O lote 2 da duplicação da BR-101 em Alagoas já está concluído. O trecho vai de Novo Lino, divisa com o Estado de Pernambuco, até a cidade de Joaquim Gomes, totalizando 46,4 km de extensão. Apenas o segmento de 10 km que corta a área indígena Wassu Cocal aguarda liberação da FUNAI para ter sua duplicação iniciada.

 

O lote 3, que vai de Joaquim Gomes a Rio Largo, está em andamento. Os 45,9 km de extensão tiveram as obras intensificadas desde maio de 2016. Os trabalhos garantiram um avanço físico de 70%, com toda terraplanagem, e a pavimentação já foi iniciada.

 

Da cidade de Teotônio Vilela à divisa com o Estado de Sergipe (lotes 6 e 7), a rodovia já está com 74 dos 78 km duplicados. Os trechos remanescentes a licitar ainda este ano são: o posto da PRF, a variante de Junqueiro, o viaduto de Porto Real do Colégio e o posto fiscal.

 

O processo de licitação dos encabeçamentos da ponte sobre o Rio São Francisco também já foi autorizado, recentemente, pelo ministro Maurício Quintella, e tem previsão de início em março.

 

Investimentos no estado
Na ocasião da assinatura, o ministro apresentou à bancada os principais projetos de infraestrutura do ministério no Estado. Entre os empreendimentos está a pavimentação do trecho da BR-316, que liga as cidades de Canapi, em Alagoas, a Inajá, em Pernambuco. O trecho era o único da rodovia que não era pavimentado em toda sua extensão.

 

O viaduto sobre a Polícia Rodoviária Federal, em Maceió, também já está com edital de licitação aprovado pelo DNIT. A construção vai eliminar um gargalo na região metropolitana de Maceió, por onde passam 50 mil veículos diariamente, além de reduzir acidentes e congestionamentos.

 

Quintella falou também sobre a drenagem do Porto de Maceió e a construção de um terminal de passageiros. “São obras que vão permitir o acesso de grandes embarcações de carga e de passageiros, fomentando a economia”, declarou.




NOVIDADES