Quem Somos | Comercial | Diretoria Adjunta | Mantenedores |  Parcerias  | Agenda do Presidente | Imprensa | Contato | Editorial |
HOME | NÚCLEO OPERACIONAL
 



Transportes no Brasil sofrem com roubos de cargas, comenta especialista
03 de Fevereiro de 2017 - 04:01 horas / Jornal Estado de S.Paulo

Além dos prejuízos que envolvem o caminhoneiro, as transportadoras e empresas logísticas do setor, a situação econômica do Brasil também é diretamente afetada. De acordo com dados da NTC, ao longo dos últimos 18 anos, entre 1998 a 2015, a incidência de roubos de cargas no país aumentou exponencialmente de pouco mais de 3.000 ocorrência por ano para 19.250 casos ao final de 2015. Esse cenário acarretou uma perda acumulada de mais de 13,4 bilhões em prejuízos. Os levantamentos tomam como base informações das Secretarias de Segurança dos estados, empresas seguradoras e transportadoras.

 

Combate ao crime

 

A principal medida de combate ao roubo de cargas no país, bandeira de luta da NTC desde 1997, tornou - se realidade com o decreto nº 8.614/2015, que regulamenta a Lei Complementar nº 121/2006, para instituir a Política Nacional de Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas e disciplinar a implantação do Sistema Nacional de Prevenção, Fiscalização e Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas. Em dezembro passado, foi empossado o Comitê Gestor que conduzirá os trabalhos e dará vida a tudo o que está previsto no decreto. O setor transportador aguarda ansiosamente que os trabalhos recentemente iniciados no âmbito do Comitê Gestor possam, realmente, enfrentar o dramático cenário que hoje existe, particularmente na região sudeste, e reduzir o roubo de cargas no país.

 

A entidade civil NTC&Logística representa as empresas de transporte de cargas e logística em todo o Brasil e centraliza a luta para reverter o cenário de roubos no setor. A entidade defende os interesses da categoria perante os órgãos e autoridades governamentais, tendo como foco identificar os óbices estruturais e discutir melhorias para o setor. Além disso, a NTC oferece orientação técnica, política, jurídica e institucional às empresas associadas, bem como para um complexo sistema de representação que engloba as demais entidades de classe do segmento empresarial.

 

Roberto Mira é vice-presidente para assuntos de segurança da NTC. Todas as atividades da Comissão de Combate ao Roubo de Cargas da associação são coordenadas por ele em parceria com outras entidades. Mira vem trabalhando com fervor em prol do setor e das empresas nas diversas questões de segurança do segmento. De acordo com ele, são mais de 19 anos de trabalho árduo (incluindo ameaças pessoais de organizações criminosas) na busca de soluções para a questão do roubo no transporte de cargas no país. "Costumamos desenvolver nossas lutas discretamente, sem alardes, mas de forma eficiente. Considero o decreto nº 8.614/2015, uma das maiores vitórias no que diz respeito ao combate ao roubo de cargas", afirma.

 

O trabalho em prol dos interesses do setor de transportes de carga no Brasil é contínuo. Para as pessoas que desejarem obter maiores conhecimentos sobre esse serviço no Brasil, basta acessar o site www.portalntc.org.br e ficar atento às informações e notícias.




NOVIDADES